'Passione': chantageada por Fred, Clara pede ajuda a Bete


 

TV - 31/12/2010 - 14:00:45

 

'Passione': chantageada por Fred, Clara pede ajuda a Bete

 

Da Redação com O Dia

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Choro da vilã não vai convencer a matriarca da família Gouveia

Choro da vilã não vai convencer a matriarca da família Gouveia


As lágrimas falsas de Clara (Mariana Ximenes) para tentar se fazer de vítima ainda continuam a cair nos próximos capítulos de Passione. Depois da morte de Totó (Tony Ramos), Fred (Reynaldo Gianecchini) começa a chantagear a vilã, certo de que a ex-comparsa armou um golpe para ficar com a fortuna do marido.

Com medo das ameaças de Fred, Clara vai até a mansão dos Gouveia, vestida de preto, chorando e com ares de viúva desamparada, para desabafar com Bete (Fernanda Montenegro).

Na conversa, ela diz que o vilão ameaça acusá-la de ter planejado a morte do marido com Diogo (Daniel Boaventura) e que, para nada acontecer a ela, a sogra precisa esquecer a dívida da metalúrgica. Aproveitando mais uma oportunidade de desmascarar Fred, Bete concorda em não cobrar nada e diz que faz isso pela nora. Clara agradece e sai emocionada, otimista de que conseguiu o que queria.

Mas a viúva do italiano nem imagina que toda essa cena não convenceu Bete a acreditar em sua mentira e que a matriarca tem planos para desmascarar a moça. "Essa menina deveria ser atriz", diz.

;

Choro da vilã não vai convencer a matriarca da família Gouveia

Choro da vilã não vai convencer a matriarca da família Gouveia

Choro da vilã não vai convencer a matriarca da família Gouveia

Choro da vilã não vai convencer a matriarca da família Gouveia

Links
.
.
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias




Chilenos escolhem hoje novo presidente


Inep libera conteúdo de videoprovas em libras do Enem 2017


Malcolm Young do AC/DC morre aos 64 anos


Polícia prende Ronan Maria Pinto, dono do Diário do Grande ABC


Luiz Marinho é denunciado por fraude à licitação com agravantes e falsificação de documentos


Raquel Dodge defende prisão após condenação em 2ª instância em parecer enviado ao STF