Autor diz que 'Passione' poderá ter outra morte


 

TV - 31/12/2010 - 14:03:09

 

Autor diz que 'Passione' poderá ter outra morte

Autor diz que 'Passione' poderá ter outra morte

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Silvio de Abreu não quis revelar se a morte de Totó (Tony Ramos) foi armação do italiano para desmascarar Clara (Mariana Ximenes)

Silvio de Abreu não quis revelar se a morte de Totó (Tony Ramos) foi armação do italiano para desmascarar Clara (Mariana Ximenes)


Fortes emoções embalam a reta final de Passione. E no que depender do autor, Silvio de Abreu, mais surpresas estão por vir. Em entrevista à coluna Zapping, do jornal Agora S.Paulo, o novelista disse que depois de Eugênio (Mauro Mendonça), Saulo (Werner Schunemann), Noronha (Rodrigo dos Santos), Myrna (Kate Lyra) e Diana (Carolina Dieckmann), outro personagem poderá morrer.

Questionado sobre a armação do assassinato de Totó (Tony Ramos) para o italiano desmascarar Clara (Mariana Ximenes), Abreu desconversou e respondeu que as pessoas estão dizendo que a morte foi armada, não ele. O autor preferiu não dar mais informações sobre a reta final da trama.

;

Silvio de Abreu não quis revelar se a morte de Totó (Tony Ramos) foi armação do italiano para desmascarar Clara (Mariana Ximenes)

Silvio de Abreu não quis revelar se a morte de Totó (Tony Ramos) foi armação do italiano para desmascarar Clara (Mariana Ximenes)

Silvio de Abreu não quis revelar se a morte de Totó (Tony Ramos) foi armação do italiano para desmascarar Clara (Mariana Ximenes)

Silvio de Abreu não quis revelar se a morte de Totó (Tony Ramos) foi armação do italiano para desmascarar Clara (Mariana Ximenes)

Links
.
.
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



OAB Santo André promove exposição de Gonçalo Borges


Cadastur: Mais de 70% dos meios de hospedagem do país estão irregulares


Governo Temer diz que mudanças no Fies garantirão sustentabilidade do programa


Alex Manente e PT juntos mais uma vez


PT e aliados de Luiz Marinho mostram as garras e assumem a frente da invasão


Lula e Gilberto Carvalho se tornam réus por corrupção passiva