} .materia strong { color: #FFF; }


 

Informática - 07/03/2017 - 22:43:56

 

Senado aprova MP que altera regras de renovação de concessões de rádio e TV

Senado aprova MP que altera regras de renovação de concessões de rádio e TV

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Na prática, o projeto de lei, no qual a MP foi convertida, estabelece uma espécie de anistia para as concessões vencidas

Na prática, o projeto de lei, no qual a MP foi convertida, estabelece uma espécie de anistia para as concessões vencidas


O plenário do Senado aprovou hoje (7) a Medida Provisória (MP) 747/16, que altera as regras dos processos de renovação de outorga dos serviços de rádio e televisão. Entre as alterações, a medida permite a regularização das concessões vencidas.

Na prática, o projeto de lei, no qual a MP foi convertida, estabelece uma espécie de anistia para as concessões vencidas. Pelo texto, as emissoras que se encontram em situação irregular, por não terem pedido a renovação da concessão no prazo legal, poderão regularizar a situação junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações no prazo de 90 dias, contados a partir da data da publicação da lei.

Os senadores aprovaram o texto da Câmara, do deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), que modificou a proposta original encaminhada pelo governo para incluir as emissoras de rádio comunitária na medida. Nesses casos, o prazo para a regularização será de 60 dias.

Agora, a matéria seguirá para sanção presidencial.


LEIA AQUI O PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO 1/2017 - SENADO FEDERAL



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



Plataforma consumidor.gov.br vai incluir concessionárias de serviços públicos


Campanha contra influenza imuniza gestantes, puérperas e crianças em São Bernardo


Fundo Social de São Bernardo entrega 264 quilos de alimentos a Centro Comunitário


Prefeitura de São Bernardo equipa GCM com tecnologia GPS


Corinthians empata com o São Paulo e vai reeditar a final histórica de 1977 contra a Ponte Preta


Quem não votou nas últimas eleições deve regularizar situação até 2 de maio