Supremo venezuelano ordena prisão e inabilitação de prefeito opositor


 

Internacional - 08/08/2017 - 11:55:01

 

Supremo venezuelano ordena prisão e inabilitação de prefeito opositor

Supremo venezuelano ordena prisão e inabilitação de prefeito opositor

 

Da Redação com EFE

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

TSJ da Venezuela declarou a inabilitação política de Ramon Muchacho, prefeito de Chacao, e o condenou a 15 meses de prisão por se opor ao regime de Maduro

TSJ da Venezuela declarou a inabilitação política de Ramon Muchacho, prefeito de Chacao, e o condenou a 15 meses de prisão por se opor ao regime de Maduro


O Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela (TSJ) declarou nesta terça-feira (8) a inabilitação política do prefeito de Chacao, o opositor Ramón Muchacho, e o condenou a 15 meses de prisão por permitir protestos contra o governo na região.

"A Sala Constitucional do TSJ sanciona com 15 meses de prisão Ramón Muchacho", informou o Supremo através da rede social Twitter, embora a sentença ainda não tenha sido divulgada.

Em outra mensagem no Twitter, a "Sala Constitucional do TSJ declarou falta absoluta e inabilitação política ao cidadão Ramón Muchacho".

Chacao é um município no leste de Caracas onde têm ocorrido muitos dos protestos contra o governo organizados nos últimos quatro meses e foi palco de confrontos violentos entre manifestantes e forças de segurança que já deixaram mais de 120 mortos em todo o país.

O prefeito, que ainda não foi preso, divulgou uma mensagem através das redes sociais na qual diz que "todo o peso da injustiça revolucionária" caiu sobre ele e sobre Chacao.

"Somos condenados por fazer o nosso trabalho, por garantir o legítimo direito ao protesto pacífico e o exercício dos direitos civis e políticos dos venezuelanos. Somos condenados por lutar por uma mudança na Venezuela", diz o texto.

Muchacho também afirmou que "as próximas horas serão difíceis" para ele e que suas comunicações estarão severamente limitadas, motivo pelo qual pediu "serenidade e fortaleza".

Ramón Muchacho foi condenado por permitir protestos da oposição, algo que o Supremo ordenou a ele e a outros 13 prefeitos opositores a evitar. A prisão de 15 meses já foi decretada a outros três prefeitos.

Para esta terça-feira, está previsto um protesto com fechamento de ruas em todo o país, convocado pela aliança opositora Mesa da Unidade Democrática.

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias



Chanceler venezuelano chama presidentes do Brasil e do Paraguai de "imorais"


Praias de Santos passam a ser geridas pela prefeitura a partir do dia 21 de agosto


Inscrições para vestibular da USP podem ser feitas até 11 de setembro


Ministro diz que são falsas notícias de que salário mínimo será reduzido


Inscrições para o ProUni terminam sexta-feira para estudantes não matriculados


Temer está Maduro para cair. Maduro tem tudo a Temer.