-->


 

ABCD - 01/12/2018 - 01:22:02

 

Orlando Morando acredita que saída de Auricchio e Maranhão do Consórcio foram pessoais

 

Da Redação .

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Orlando Morando, prefeito de São Bernardo e presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC

Orlando Morando, prefeito de São Bernardo e presidente do Consórcio Intermunicipal Grande ABC


A saída do Consórcio Intermunicipal Grande ABC das cidades de São Caetano do Sul e Rio Grande da Serra foram atos de decisão pessoal dos prefeitos Gabriel Maranhão (sem partido) e José Auricchio Junior (PSDB), conforme avaliação do prefeito de São Bernardo e presidente da entidade, Orlando Morando.

“Decisões pessoais, mas me causa estranheza, pois os dois foram presidentes do Consórcio, em um momento que o Consórcio custava muito mais caro para cada município do que custa hoje. Eles presidiram a entidade quando ela custava três vezes mais caro do que custa, mas eu respeito, eles são prefeitos e tem o direito de fazer isso, foram avalizados pelas Câmaras, só precisavam explicar o porquê eles não tiveram medidas saneadoras quando presidiram a entidade, mas é uma decisão que não vejo nenhum problema. São medidas pontuais e cada prefeito tem autonomia para fazer aquilo que entende para a cidade e eles tomaram essa medida e eu respeito”, disse Orlando Morando.

Balanço 2017 (anunciado em dezembro de 2017)

Desde o início de 2018 houve a redução da alíquota de repasses das Prefeituras e o contingenciamento de gasto interno de 0,50% o repasse caiu pela metade, para 0,25%. Em 2018, houve mais uma redução, para 0,17%.

Estudos e pesquisas também passaram pela corte da tesoura.

No caso de São Bernardo o repasse caiu de R$ 11 milhões para R$ 5,5 milhões e a partir de janeiro de 2018 houve queda para R$ 3,5 milhões.

Mesmo com um orçamento mais enxuto, as ações do Consórcio resultaram em:

  • – Inauguração da nova sede em Brasília;

  • – Programa Internacional de Cooperação Urbana, promovido pela União Européia;

  • – Criação do Centro de Gerenciamento de Emergências ABC;

  • – Organização do primeiro Jogos Abertos do Interior a nível regional, com a participação de mais de 180 cidades e 15 mil esportistas;

  • – Monitoramento dos serviços de limpeza e manutenção dos 19 piscinões executados pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado);

  • – Apresentação do projeto Museu Virtual, que estará percorrendo escolas a partir do ano que vem;

  • – Descentralização da Farmácia de Alto Custo do Hospital  Mário Covas, que  deverá ser distribuído nos Poupatempos da região pelo Estado;

  • – Anúncio do Cadastro Único das famílias beneficiadas pelos auxílios moradia e aluguel pelo secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia;

  • – Retomada das discussões sobre a implantação do Pólo Tecnológico do Grande ABC;

  • – Unificação das alíquotas do ISS( Imposto Sobre Serviços);

  • – Assinatura do protocolo de intenções para utilização dos créditos acumulados do ICMS no Estado de São Paulo como fomento à indústria de ferramentaria;

  • – Retomada dos trabalhos da Gamesp;

  • – Renovação dos radiocomunicadores das Guardas Civis Municipais e do Samu. O investimento seria de R$ 20 milhões caso tivesse que trocar os equipamentos analógicos por digitais;

  • – Engajamento da região no Programa Internacional de Cooperação Urbana, da União Européia;

  • – Intercâmbio com a cidade-irmã italiana Turim.

Em outubro, Lauro Michels (PV) deixou oficialmente o Consórcio e, agora, no último dia 28. Maranhão e Auricchio oficializaram a saída por meio de ofício encaminhado para a entidade.

Vale lembrar que Lauro Michels e Maranhão declararam, abertamente, apoio ao então candidato a governador Márcio França (PSB) e, inclusive, Maranhão foi expulso do PSDB por esse motivo.

Auricchio não declarou apoio a Márcio França, mas seu filho, Thiago, que se elegeu deputado estadual nas últimas eleições, pelo PR, esteve ao lado de França.

O que fica no ar é que, em todos os casos, os prefeitos, de alguma forma, estavam ligados ao deputado federal Alex Manente (PPS), que também conseguiu se reeleger e, como é fato notório na região do Grande ABC, Alex é adversário de Orlando Morando (PSDB) e esteve ao lado de Márcio França (PSB) para a elição a governador.

Orlando Morando saiu vencedor nesta disputa ao apoiar João Doria (PSDB) que se elegeu para ser o novo governador do mais importante Estado da federação.

Orlando Morando também elegeu sua esposa, Carla Morando (PSDB) para deputada estadual, o que aumentou a rivalidade, uma vez que Auricchio tinha seu filho Thiago também disputando uma vaga para a Assembleia Legislativa.

Mudanças deverão ocorrer na forma de gestão do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, que hoje possui como membros representantes do município de São Paulo e do governo estadual.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias



Justificativa eleitoral pode ser feita pela internet


Vagas do Mais Médicos são reabertas


Maioria do TSE rejeita ação do PT contra Bolsonaro


Conselho de Ética arquiva representação contra deputados petistas


Onyx apresenta lista dos 22 ministérios do governo Bolsonaro


Receita e PF apreendem mais de 285 kg de cocaína no Porto de Santos